será?

É possível vender R$ 100 mil com WooCommerce?

Se você já ouviu falar no WooCommerce, conhece esse pergunta – muita vezes na forma de afirmação de que não é possível faturar alto no WooCommerce.

Essa ideia costuma ter duas raízes mais comuns.

Pessoas que não conhecem muito sobre WordPress e pessoas que estão buscando culpados para não avançar num projeto.

Para entender melhor se é possível ou não faturar R$ 100 mil por mês com WooCommerce precisamos entender esses dois pontos de forma clara.

O WordPress hoje

“WordPress é feito para blog”. Isso foi verdade até 2010, quando foi introduzido o conceito de post types. Com isso o WordPress abriu caminho para a expansão.

E o motivo foi simples: o mercado já não precisava apenas de blogs.

Desde então foram lançados quase 80 versões da plataforma – sem contar os betas e as milhares de horas que desenvolvedores do mundo todo dedicam para construir a plataforma usada por 34% de toda a internet.

É possível ainda argumentar que WordPress não é bom para criar lojas virtuais porque não foi feito originalmente para isso, mas “adaptado”. Isso é o equivalente a dizer que o Facebook não pode ser a potência que é hoje porque foi lançado como uma brincadeira para universitários.

Sempre que surge a dúvida se o WordPress é bom um comentário salta das profundezas da Internet: WordPress não é seguro.

Isso é mais um mito, mas tem algumas origens. Sai muito na imprensa que “milhares de sites com WordPress ficaram vulneráveis”. Se fosse culpa do CMS, seriam bilhões de páginas. Acontece que o WordPress é aberto e as vulnerabilidades estão relacionadas a desenvolvedores independentes e os sites atacados costumam estar abandonados sem atualização.

Se você não leva a administração dele a sério fica com esses riscos.

E isso é totalmente natural e esperado. Por ter milhões de usuários é com certeza mais visado para ataques do que plataformas sem visibilidade. É o mesmo fenômeno que acontece com o Windows, por exemplo.

E nós ainda nem entramos na parte específica do WooCommerce ainda…

Serve ou não serve?

A segunda parcela das pessoas está arrumando desculpas para não lançar um negócio online. Porque ela já sabe como o WooCommerce funciona, bastaria começar gastando pouco ou, se não confia, começar logo escolhendo outra plataforma.

Mas posso responder que o WooCommerce não serve para vender R$ 100 mil ao mês. Assim como nenhuma plataforma serve para vender R$ 100 mil.

Essa é a única resposta possível quando a pessoa está buscando uma plataforma que vai fazê-la vender algumas dezenas de milhares de reais. Não vai.

A pergunta ideal (para qualquer plataforma) seria algo como:

Se eu precisar, o WooCommerce é flexível para escalar o meu negócio?

Nesse caso a resposta é SIM.

O WooCommerce é 100% flexível e você pode fazer literalmente qualquer coisa que precisar. E eu falo isso porque já criei centenas de plugins personalizados para WooCommerce em diferentes segmentos de negócio. A única limitação é o quanto você pode investir e sua capacidade de encontrar um profissional adequado.

Plataforma não vende

Eu tenho um cliente que faz mais de mil pedidos no WooCommerce.

Por dia. 

Todos os dias.

Usando WooCommerce.

Mas ele consegue vender isso não porque usa WooCommerce, mas porque possui uma estratégia de negócio e uma execução impecável. A plataforma é apenas a plataforma.

Se você me oferecer agora R$ 50 mil para criar um site igual ao dele eu não aceito. Simplesmente porque não consigo fazer isso.

É um modelo de negócios, é uma estratégia de tráfego, é um atendimento e um produto bem feito e entregue. As personalizações são fundamentais, mas para aqueel negócio. Cada negócio é único – pelo menos os de sucesso.

Para chegar ao resultado que tem hoje, são mais de cinco anos de construção. Mais uma vez: não apenas na plataforma.

Se for recriar do zero toda a plataforma provavelmente precisa de uns 3 meses. Se for criar o negócio inteiro do zero, deve demorar uns 5 anos de novo. Talvez um pouco menos por já conhecer alguns atalhos.

Para chegar aos 3 meses para criar a plataforma foram 5 anos investindo dezenas de milhares de reais todos os anos para construir novos recursos e matá-los quando já não fazem mais sentido. Todos os dias coisas novas entram e outras saem. Algumas vezes as coisas voltam. 

Tudo depende do que o mercado precisa: e cada mercado é um mercado.

É um trabalho infinito. Enquanto você quiser se manter relevante precisará se adaptar o tempo todo.

 

O papel da plataforma

Se eu quiser X, consigo? A que custo?

Essa é a pergunta de quem quer escalar. 

Se você está começando não consegue encontrar o X tão facilmente, já que é impossível prever o que você vai precisar no futuro.

Então simplesmente comece. Em qualquer plataforma. O mais rápido possível. Teste o seu negócio, veja se faz sentido.

Se você não tem dinheiro nenhum, apesar do WooCommerce ser grátis, tem custo. Eu recomendo fortemente.

Mas se preferir comece numa plataforma alugada. A versão básica provavelmente é mais completa que o WooCommerce básico. Mas vai ter um teto ou preços proibitivos, por isso sempre recomendo começar já com WordPress.

 

A plataforma é uma ferramenta que deve servir ao seu negócio, não você servir a ela. Não faz sentido adaptar a estratégia para caber na plataforma. Mas a plataforma precisa ser adaptável para se encaixar no seu negócio.

Para finalizar

Sim, WooCommerce permite vender quantos milhões você for capaz de atrair de clientes até ele, basta tratá-lo de maneira profissional e cuidar do seu negócio de maneira apropriada.

A plataforma está super madura e cresce cada vez mais, sempre com mais performance e novos recursos.

Além disso, o ecossistema do WooCommerce cresce diariamente com milhares de plugins e uma comunidade super ativa e disposta a ajudar.

Se você quer conhecer mais sobre WooCommerce e criar sua própria loja pode fazer um curso de WooCommerce ou fazer do modo tradicional: dá um Google.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *